quinta-feira, 13 de outubro de 2011

é assim mesmo

Poderia estar aqui o dia todo a escrever, a escrever a nossa situação, se é mesmo isso que é, podia escrever mais de mil palavras para me desculpares, podia dizer que estou arrependida e que estou a sofrer as consequências, podia dizer que estou triste, fraca e sinto-me só, podia dizer que estou mal e que estou a sofrer por ti, que o meu peito está a doer, está a doer muito, podia dizer que te quero de volta e que tenho muitas saudades tuas. Podia lamentar-me a todas as horas, minutos e segundos, podia chorar o dia inteiro, ou então bater com a cabeça nas paredes, podia gritar, gritar bem alto que te adoro, podia fugir atrás de ti, podia correr para ti, podia puxar-me os cabelos a mim própria, podia fazer tudo isso mesmo. Mas não o faço, primeiro porque não adiantava de nada e segundo porque não gosto de dar parte fraca. E descansa nada do que escrevo aqui passa daqui, é por isso que tu nunca vais saber o que sinto verdadeiramente por ti. Se tu soubesses que tudo o que aqui escrevo no blog é para ti, se o lesses acho que te assustavas com todas as coisas que penso à cerca do nosso pseudô amor.

4 comentários:

- Andreia' disse...

Gostei! *-*
Sigo (:

Suu disse...

eu depois conto-te querida, mas o mais provavel é mesmo não entrar :/

Suu disse...

torce torce, preciso de muitas forças a torcer comigo. obrigada fofinha <3

Maria Inês disse...

Gosto tanto daquilo que escreves querida $: