terça-feira, 19 de julho de 2011

eu estou aqui

Estou farta. Estou completamente farta que continues a sumir-te como se nada fosse, como se ainda não houvesse nada ligado entre nós, como se esquecesses todas as coisas que te disse e todos os momentos vividos. És fraco, porque foges aquilo que é realmente importante para ti, será por medo? Será por medo de passares por perder alguém outra vez? Será por medo de seres feliz? Não, talvez seja eu, eu é que devo ser fraca, porque cada vez que te vejo ir ao fundo, eu estico o meu braço e puxo-te para cima com todas as forças, e sabes que mesmo não as tendo eu procuro-as. Eu estendo os meus dois braços para te salvar da tua maior queda mais uma vez, e depois disso continuas a sumir-te da minha vida e das minhas palavras meias ditas. Serei eu burra? Serei eu tão fraca que não percebo que tu tens de aprender por ti a lutar pelos teus objectivos e pessoas que queres, ou apenas faço isso porque algo mais forte me manda? Não sei, como te disse assim, não sei que se passa; mas gostava que sumisses menos vezes da minha vida, porque com esse entre e sai só acabas por estragar ainda mais as coisas. Eu devo ser realmente muito parva por continuar a preocupar-me contigo, mas não conseguimos fugir aos sentimentos como fugimos às palavras, o meu mal é esse, devo sentir por ti uma coisa absurda, mas tão especial..

2 comentários:

milene mateus. disse...

wow, saí textão !

Jane in Wonderland disse...

Como te percebo... =/