quarta-feira, 6 de julho de 2011

em cada gesto escondido, tu és igual a mim

Não quero dizer meias coisas, não quero dizer nada sem ter a certeza se é mesmo isso que quero, se é mesmo em ti que me devo focar, se é mesmo contigo que devo ficar, não quero tocar em assuntos nunca antes tocados, porque sei como sou, sei que daqui a uns meses, ou semanas a minha cabeça dá outra volta e eu decido que já não quero estar mais contigo, lá nisso somos iguais, vivemos sempre um dia de cada vez e achamos que o que tiver de acontecer, acontece, sem ter-mos de forçar isso. É por todas estas coisas que me mantenho calada perante ti, para não falar coisas que sei que de um dia para o outro podem mudar.

6 comentários:

Gabriela ♥ disse...

Escreves tão bem ^^
Adorei :)

Gabriela ♥ disse...

Sinceramente acho que eu também já não acredito :S

um dia vai ficar como devia estar ! disse...

Olha... adorei.
E o silencio diz muito, temos é que saber ouvi-lo :O

Ana Margarida disse...

Adorei *.*

Ana Margarida disse...

Obrigada minha querida ^^

Mafalda disse...

Cada vez gosto mais do teu blog*