segunda-feira, 1 de julho de 2013

035

As coisas estão cada vez mais estranhas. Já alguns dias que não falamos, e eu sinto que tu não sentes a minha falta, talvez eu sinta a tua, ou talvez por momentos não a sinta. Já não sei quem somos, muitos menos o que fomos. Pensei que o nosso amor pudesse durar um pouco mais, que com o tempo as coisas melhorassem, mas afinal não vejo progressos. Será que alguém te abraça? Será que alguém te beija? Será que alguém te conforta nas noites escuras? A mim não, e eu já não sei, sinceramente já não sei nada. Gostava só que de vez enquanto te lembrasses de mim.

6 comentários:

catarina disse...

como este teu lindo texto se encaixa tão bem em mim....oh como sei o que sentes :( tem força linda.

Mariana Ferreira disse...

Acho que sendo estranha tenho sempre momentos na minha vida estranhos o que me faz achar que sou diferente.. Sei lá às vezes adoro-me assim só pelo simples facto de ninguém ser como eu, mas às vezes odeio-me porque tem duas que gostava de viver um dia "normal" como todas as outras pessoas. Entendes-me?

Raquel Neves disse...

Também já não sei nada e não estou preocupada com isso. Estou a pensar "que o tiver que ser é", no fim só quero ser feliz e que ele seja também, juntos ou não. O amor também é isso, por vezes.

Raquel Neves disse...

Mas força! Um dia tudo passa e és feliz também!

wendy disse...

espero também que passe rápido, não sei se são namorados, mas acredita que pelo menos comigo já se passou o mesmo e por fim acabamos e mais tarde ambos sentimos a falta um do outro. espero que voçes os dois se voltem a apaixonar, pois podemos-nos apaixonar pelas pessoas todos os dias e acho que o que falta é isso, acredito que o amor esteja por ai. espero que tudo passe rápido e que tudo volte ao "normal"

C. disse...

Não podemos pedir amor a ninguém, infelizmente!