quarta-feira, 15 de maio de 2013

104

Olá Avô, sei que a algum tempo que não escrevo para ti, mas todos os dias penso em ti, falo contigo, como se tivesses sentado a meu lado, a ouvir o que eu tenho para dizer, a ouvir as minhas dores, as minhas tristezas, as minhas alegrias, mas sobretudo os meus fracassos. Acredito que tu tens estado comigo o tempo todo, e que és tu que daí do sitio que estás, seja em qualquer parte do céu, que olhas por mim todos os dias, todas as noites, eu sinto isso, sinto-te sempre presente. Tenho uma fotografia tua, desde que partiste eu coloquei-a na parede do quarto, e quando me sinto fraca e cair de novo, eu olho para ela, levo levemente a mão à tua fotografia, e choro, choro, choro, mas sei que tu estás aí, aí em cima a dar-me força, para que tudo passe, para que tudo fique bem. Sabes que não tem sido fácil a minha vida, e sobretudo os últimos tempos, parece que todos adoram desiludir-me, parece que todos me gostam de abandonar, não tento, nem quero pensar nisto, mas todas as vezes que fico sozinha entre quatro paredes, volto a chorar, pensado nele, pensado como o amor mais uma vez deu errado, como estou destroçada e morta no chão, de como o meu coração está despadaço e de omo a minha alma já não mora mais aqui. Desculpa por vezes não conseguir ser forte o suficiente, e por dizer coisas que nem sempre quero; se pudesse, trazia-te de novo, só para te dar um abraço, só para te poder beijar a face mais uma vez, sinto tanto a tua falta, mas estás todos os dias comigo, e só de saber que estás a olhar sempre por mim, e já tenho vontade de sorrir, por ti e para ti, em ti encontro uma força enorme para não fazer nenhumas asneiras que sei que me posso vir a arrepender, e tu sabes que te peço todas as noites que me protejas e me faças cada vez mais forte. É uma dor enorme saber que nem me viste tirar a carta de condução, que não me vais ver casar, ter filhos, é horrível saber que não vais estar aqui para partilhares as maiores etapas da minha vida, mas sei que me abraças forte aí de cima. Só tu sabes a cem por cento como me sinto neste momento, e como tenho chorado nos últimos tempos, como tenho pedido que tudo passe, que tu do se resolva, entreguei isso tudo a ti, e acredito que tu, só tu, vais fazer o que achares melhor para mim. Confio em ti, como sempre confiei. Sinto imenso a tua falta. Cuida de mim, só como tu sabes. Gosto muito de ti, és o meu anjo da guarda e sempre vais ser, nunca, mas nunca, me vou esquecer de ti, e sei que vou contar contigo sempre, olha por mim aí em cima. Boa noite. Amo-te avô.

Sem comentários: