segunda-feira, 4 de junho de 2012

when you hear, feel

E enquanto os nossos olhares não se cruzam, assim como os nossos corações, eu acredito que os nossos pensamentos estejam fixos um no outro, não porque queremos, não porque seja bom, mas sim porque o sentimento e a saudade fazem coisas que por mais que queiramos são sempre dificies de explicar. As nossas brigas tornaram-se cada vez mais habituais no nosso dia-a-dia e sem querer já nem conseguimos conversar sem levantar-mos as palavras mais altas do que aquilo que julgamos levar. Chateamos-nos vezes sem conta. Tu ficas magoado e eu permaneço em silêncio, assim como agora. Só não te vás embora sem te despedires de mim, e muito menos, sem fazer-mos as pazes.

5 comentários:

Coraline disse...

Oh minha querida, ja passei pelo mesmo e não e nada bom sentir essas coisas. Falem, e acima de tudo não se esqueçam do que vos une. Muita forca! Beijinhos *

Raquel Neves disse...

Oh o meu coração sente isto, muito.

Mariana disse...

entendo o que aqui dizes,mas isso são fases..
sabes, queria seguir-te mas não consigo :c

TDelMona disse...

oh minha flor que lindo (: escreves com uma doçura encantadora *

sara oliveira disse...

lindo! adorei e revejo-me muito neste post! grande música (: