domingo, 20 de maio de 2012

love is not born, builds up

A calma foi-me perseguindo, assim como a paciência, aprendi a ser menos possessiva e deixei de pensar nas coisas mesmo antes de acontecerem, deixei tudo ao relento, e deixei pairar no meu coração de novo, o perfume de apaixonada, deixei os pensamentos negativos saírem da minha cabeça, e deixei entrar os positivos. Já se passou muito tempo depois que nos conhecemos, para mim então, já parece que passou uma eternidade, é como se vivesses comigo, a meu lado, e sinto isso, porque quero que assim seja. Fizeste-me uma pessoa melhor, e agora sei bloquear as palavras quando é preciso, e consigo deixar de sentir quando o tenho de fazer, deixei tudo de lado, e hoje aqui estou de novo, mas hoje, entrego-me inteiramente de corpo e alma a ti.

2 comentários:

Raquel Neves disse...

É verdade Mel, quem dera. Vai ficar, um dia. Aos poucos...

Ana Margarida disse...

O titulo está tão perfeito.