domingo, 19 de fevereiro de 2012

lack the courage

E por mais diversas coisas que se tenham passado tu estás presente na minha mente a todos os instantes. O olhar brilhante, o sorriso iluminado e o coração radiante, acontece quando estou contigo, quando me sinto completa ao teu lado; sei que por vezes não sei expressar-me por palavras perante ti, perante os sentimentos, sei que não sei sequer dizer uma frase sentida quando estou contigo, mas não é por isso que sinta menos, não é por isso que me esqueço de ti, tu estás sempre presente, e embora por vezes o orgulho me consuma por dentro, eu tento sempre fazer o certo, tento sempre demonstrar mais. Agora revejo-me em ti todas as vezes que as palavras me tentam ofuscar a mente, ou quando os pensamentos são mais do que aquilo que possam ser. A verdade é que sinto a tua falta, e talvez eu, não te faça perceber da melhor maneira isso, agora percebo todas as vezes que sentia saudades e permanecia calada, tal como tu. Não sou de dar o braço a torcer, e desta vez dei, por ti, e só para ti, talvez tenha sido burra, talvez tenha sido tudo isso, mas só de saber que te tinha ali, sentia-me bem, sentia-me em casa, a cumplicidade transbordava dos nossos olhares, por vezes indefesos, por vezes fortes, agora percebo o sentido de perder alguém que gostamos muito, agora percebo o quanto me fazes falta, percebo isso tudo a partir do momento em que tu quiseste partir da minha vida, e eu, eu deixei-te ir, sem te perguntar para onde ias, sem te perguntar se querias ir, sem te conseguir agarrar, há uma barreira que não me deixa alcançar-te, só tu me podes alcançar, eu não consigo mais, eu não posso mais. Deixei de te ver,  deixei de te alcançar, não há como voltar atrás,  a partir daqui sou só eu, mas se é assim, não me procures mais, nunca mais.

7 comentários:

- Susana . disse...

recomça princesa :)
gosto*

Katty disse...

Nunca sabemos o que a vida nos reserva e por vezes reserva-nos estas perdas. Que o podem ser ou não. Não sabemos o que vai na cabeça e no coração dele. Só não deixes manipular-te e usar-te como um boneco.
Se partiu, que parta e que te deixe fazer o luto do fim de uma relação, que tinha para ti tanto de promissora.
Se é o fim que o deixe ser, que venham as lágrimas, a raiva a revolta e depois a calma e tranquilidade e por fim viver com isso no passado e já não na dor do presente.
Muita força*

mariana disse...

está tão lindo. adoro. compreendo-te tão bem....

sam disse...

e fica tudo dito, oh, sabes sempre o que dizer.

sam disse...

sabes sempre o que dizer, oh

Raquel disse...

Gosto muito * e obrigada :)

R. disse...

oh mel, tão lindo!