quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

I'm still here

E de novo o vento me bate no rosto com toda a força, sussurrando-me ao ouvido para ter calma, e para saber esperar, nisto arde-me os olhos de tanto olhar, mas nada ver, o meu coração magoa-se, eu tropeço e torno a tropeçar, mas não chego a cair. Gritam aos meus ouvidos, e tentam encaixar-me na cabeça que o medo pode fazer coisas assim, pode afastar-nos daqueles que mais gostamos; não aguento, sento-me sozinha num sitio sossegado, sem sequer dizer uma palavra, mas o meu cérebro grita por ti, e o meu coração proclama por te ver de novo, o brilho do sol invade-me e sorri para mim dizendo que tudo passa.

3 comentários:

Bea disse...

lindo lindo!

R. disse...

«mas o meu cérebro grita por ti, e o meu coração proclama por te ver de novo.» ohh, adorei!
obrigada princesa, acho que as coisas se vão recompor, pelo menos o silêncio da parte dele já acabou! *

R. disse...

ohh, e ainda bem, foram 48 horas taaaao longas :c