sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

I do not know...

E hoje que os olhares não se cruzem, que as palavras não se percam e que os sentimentos não comecem a fluir, hoje que não sintamos nada, que nem sequer vejamos a saudade que carregamos dentro de nós, hoje que fiquemos cegos, surdos e mudos, apenas para não magoarmos mais os nossos corações, e que a desilusão seja esquecida; eu, hoje, nem sei se te quero encontrar.

9 comentários:

sam disse...

muito, muito obrigada

Raquel Neves (Hapi) disse...

Obrigada pela dica mas é difícil!

Maria Inês Rodrigues disse...

Força *

Blair disse...

adorei, como sempre doce

Jun disse...

Que se passa, docinho?

inês disse...

às vezes precisamos de esquecer

Patrícia disse...

Pois é, mas mais vale tarde do que nunca! Obrigada querida

Katty disse...

A desilusão com o tempo doí menos ;)

jo disse...

Percebo tão bem o que queres dizer com este texto, mas tão bem...
E oh, adorei o teu blog :) Vou seguir*