domingo, 12 de junho de 2011

explica-me

Era sábado à noite, e uma grande noite me esperava, estava à porta à espera de entrar para a festa, pois o meu grupo estava-se a juntar mesmo ali. Tu passaste à minha frente, e entraste. Passado alguns minutos entrei eu, meti-me de costas para ti, estavas alterado, o álcool ja te estava a consumir. Comecei a dançar, tinha de libertar o stress que me estava a percorrer o corpo, e senti alguém atrás de mim, e nesse mesmo instante uma amiga puxa-me e diz-me "ele está atrás de ti", eu cheguei-me para a frente e como viste que o fiz, foste para um andar mais em cima e meteste-te a dançar, olhei para ti uma vez, e meti-me novamente de costas. Continuei a dançar e olhei para trás para falar a uma amiga, e os nossos olhares ficaram fixos um no outro, tu não desviaste o olhar, mas eu desviei, preferi assim, passado algum tempo um amigo veio falar comigo, e tu nunca tiraste os olhos de cima de mim, que se estava a passar? Parecias incomodado, mas afinal nós já não tínhamos nada e tu sempre disseste que não sentias algo por mim. Voltei a meter-me de costas, e uma amiga puxa-me de novo e diz-me "ele não pára de olhar para ti", farta deste impasse todo, meti-me de frente para ti e subi um degrau para tu me veres bem, estavas a falar com um amigo e apontaste para mim, nem quero saber que conversa estavas a ter com ele, não me importou. E continuaste assim a noite toda, vi-te sair para a rua, e fingi que ia à casa de banho para ver com quem estavas, passei não olhei para ti, mas já tinha visto que estavas a falar com uma rapariga, assim que me viste entraste lá para dentro e quando sai da casa de banho, e voltei para dançar, já estavas tu lá dentro. E então que queres que conclusão tire disto tudo? Das tuas atitudes, dos teus olhares, de todas as coisas que fizeste? Gostava de perceber, juro! Mas acho que não vai estar fácil!

4 comentários:

alexandrapinto disse...

Tens razão! É desesperante, mas há que ter força e seguir em frente. E sim, também adorooo a música *.*

alexandrapinto disse...

"esta frase fez-me tanto pensar na minha situação agora, porque eu faço a mesmo que tu aqui a "ele" e juro que sei que nunca vou encontrar a resposta"
Talvez um dia encontres as respostas a todas as tuas perguntas. Ou talvez um dia, já nem queiras saber mais. Porque foste forte e seguis-te em frente e estarás mais feliz do que nunca (;

Ana Margarida disse...

Tens de ter força *

abc disse...

Mas o problema é que sei que não é certo (com certeza).

A nossa ânsia também se torna pior quando nos dizem «ele está a olha.» mas é o que mais queremos saber e a força que fazemos para virar as costas. Esse rapaz está mais que confuso naquela cabeça -.-