sábado, 30 de abril de 2011

a saudade por vezes faz-nos isto

Estava na minha primeira fase da adolescência, ainda mal sabia o que isso era, estava a aprender agora o que era viver a minha vida por mim, sem ter ninguém que me guiasse ou orientasse, não sabia ainda bem o que era gostar ou o que era amar, não sabia o que era errar, e muito menos sabia o quanto era importante pedir desculpas a alguém quando errava, para mim isso era como um novo mundo em que eu vivia. Apareceste na minha vida do nada, fizeste-me ver o que era a vida do outro lado, do lado oposto; eu magoei-te, fiz-te sofrer, e errei tanto contigo, sei, sei hoje que isso não me valeu de nada, apenas valeu para eu aprender o que era errar com alguém que gostava mesmo de nós, afinal eu também gostava de ti, mas não me queria entregar a uma relação assim, tu tinhas defeito, tal como todas as pessoas, afinal ninguém é perfeito. Acabei por te dizer o que não gostava em ti, e fiz com que o dissesses também a mim, eu gostava de ti, à minha maneira, mas gostava, mas não suportava uma coisa, que tu fumasses charros, é verdade, acabei por te dizer e acabei também por te dizer que tinhas que escolher entre mim e eles, sem sequer perceber que antes de eu aparecer na tua vida eles já existiam, sem sequer perceber que podia estar a ser injusta e que por mais que gostasses de mim não irias ser capaz de os largar assim. Hoje passado mais ou menos três anos, percebi que fui insensível, que fui horrível contigo, e percebi ainda mais ainda, que talvez tenhas sido dos únicos que foste verdadeiro e sincero comigo, que nunca me enganaste e estavas disposto a fazer tudo por mim, que gostaste de mim verdadeiramente e depois de eu terminar as coisas todas entre nós tu ainda te preocupavas comigo e lutaste por mim. Agora sei que também não passaste sem deixar o teu rasto, porque cada vez que te vejo lembro-me de todos os momentos que passei contigo e por vezes sinto saudades. A verdade foi que eu fiz-te tanto mal que ainda hoje me sinto mal por isso, agora somos amigos, e se mais alguma coisa entre nós tiver de acontecer, apesar de já ter passado outro alguém na minha vida, eu acho que não recusava. Não quero que me desculpes por todas as coisas que te fiz, porque sei que foram muitas e que todas eles te magoaram, só quero que percebas que já sofri por tudo isso, que estou arrependida e que errei, e que agora sei que se estou a passar por o que estou, é para saber o que tu sentiste na pele quando eu te deixei e quando ainda te ignorei todas as vezes que tentaste falar comigo, apesar de tudo gosto muito de ti.

7 comentários:

-bar disse...

está lindo .

Brunaa disse...

ja tou a seguir, segues?? :) bjs

alexandrapinto disse...

É a maior parte das pessoas que têm sentimentos pelas pessoas :s
Se já és loira, deve de te ficar bem *.*
Se fosses morena era um risco maior ;D

alexandrapinto disse...

Mesmo. Acabamos por nos magoar quando o seguimos, muitas vezes. Mas acredito que era apenas mais um lição. E mais tarde, virá a recompensa!

Mafalda disse...

Esta lindo o post, lindo mesmo

leonnor disse...

com os erros aprendemos sempre :)
sigo-te*

leonnor disse...

sem dúvida alguma que é óptimo, principalmente quando essa pessoa gosta imenso de nós.
obrigada & digo o mesmo, serás sempre muito bem recebida :)