sexta-feira, 22 de março de 2013

1857

Nós nunca somos aquilo que esperamos ser, nunca vamos sentir, aquilo que esperamos sentir, e muito menos vamos ser aquilo que os outros querem. Sinto-me confusa, o tempo deixa-me cada vez mais estranha, gostava de me sentir feliz, mas à uns dias para cá tem sido uma mistura de angústia com medo. As nossas perspectivas nunca são aquelas que pensamos ser, e é difícil olhar-mos para o ontem e ver que já nada é igual, que o tempo já passou, que a hora já não é a mesma, que o banco de jardim mudou, e que o vento tem outro sabor.

7 comentários:

Antonio disse...

Buenas, enhorabuena por el blog, me gustaría intercambiar enlaces contigo y que nos sigamos mutuamente.
Un enorme saludo desde http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

Oi, parabéns pelo blog, gostaria de trocar links com você e nós seguimos um ao outro.
Uma saudação enorme de http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

Inês disse...

oh, e se o vento levou aquilo em que pensas então é porque é mesmo o mais acertado.

Cláudia ♡ disse...

Ainda bem porque escreves lindamente e eu adoro ler-te (:

Relojoeiro disse...

Infelizmente tudo muda e tudo se perde quanto mais crescemos. As coisas que antes eram importantes deixam de ser, as que não eram tornam-se. É tão complexo tudo isso e o pior... o pior é que deixa nostalgia todas essas coisas que se perdem. Gostei muito do teu blog, vou começar a seguir :)

Katty disse...

Infelizmente é assim tudo muda nesta vida até nós.

Aurora disse...

Está intenso, adoro <3

nnie disse...

Muita força! As coisas boas vão voltar :)