terça-feira, 17 de julho de 2012

when a love ends

Quando um amor acaba é difícil viver com o que restou dele, com as lembranças cravadas na memória, com todas as músicas que ouvimos juntos numa noite fria, e sombrias, com todos os abraços recordados hoje e que não os podemos já ter mais de volta, com todas as festas, em que a multidão se tornava um nada quando estava ao lado dele, com todos os sorrisos tolos que demos por uma piada sem graça, e por todas as vezes que batemos as portas com força depois de uma briga, depois de todas as lágrimas de sangue, mas depois recuperadas por um beijo caloroso que nos confortava o peito. Quando um grande amor acaba, ficamos com um nada, ficamos um vazio enorme no peito que é quase é impossível cura-lo com o tempo, tentamos dar sorrisos, e retribui-los, fingindo que o amor que nos consumiu no passado já não está presente nos nossos corações. Mas sem dúvida que o que custa mais, é olhar-mos um para o outro e perceber-mos que os nossos olhares se cruzam todas as vezes. Quando um amor acaba, fica sempre ainda muito para dizer.

4 comentários:

Jun disse...

Concordo plenamente minha querida! Mas o que é que aconteceu cntg? O teu grande amor acabou?

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

adoro adoro adoro ! a sério, como eu entendo tudo o que está aqui escrito ! e a letra da tua músicadiz tudo !

Cláudia Ribeiro. disse...

Texto lindo.
Sigo *

marta. disse...

adoro o blog !
sigo :)