segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Indeed, he believes

E por mais que esteja calada, não quer dizer que não tenha algo a dizer, dentro de mim todas as células do meu corpo gritam, gritam mesmo que em silêncio, na esperança que tu ouças e me salves, mas tu, tu, não ouves o grito do meu pranto amargurado, preferes viver surdo, surdo por orgulho, ou apenas para não sentires nada. Só não te esqueças, que quando eu estou em silêncio é quando eu falo mais, só tens de aprender a decifrar os sinais que te dou, mesmo sem abrir a boca.

13 comentários:

han disse...

lábios fechados, almas a chorar. firmeza, firmeza.

Katty disse...

Pois o silencio muitas vezes diz mais que mil palavras.

bam disse...

Adorei, identifico-me

Lúcia Pereira disse...

pois há querida. infelizmente xs

Aurora disse...

Obrigada coração. E oh, quando te fartares de vez, aí terei a certeza que seguirás com a tua vida e serás feliz, mas até lá, ou luta, ou desiste. Ganha forças doce <3

Aurora disse...

Obrigada amor!

Catarina disse...

aí, o amor é o bem e o mal e nestas situações é complicado.

Ana Margarida disse...

Por vezes, um silêncio vale mais que mil palavras .. O essencial é saber decifra-lo

maria gabriella disse...

oh baby, tenho andado um pouco distante daqui... não me tem apetecido muito escrever, mas venho sempre ver aqui as novidades... mas vou tentar com que isto mude, porque isto faz-me falta :) beijinho

bam disse...

Obrigada doce! Oh, eu espero bem que sim

Aurora disse...

então luta, mesmo que em sil~encio doce <3

sam disse...

é não é? eu tenho as minhas personagens encantadas, a minha bruni, que é metade de mim, e a minha aurora! não preciso de histórias ficticias, vivo a minha

inês disse...

nunca aprendem..