domingo, 2 de outubro de 2011

coragem

E eu que te avisei tantas vezes que o nosso pseúdo amor ia morrer a partir do momento em que eu decidi-se isso na minha vida; e tu que nunca quiseste ouvir, ou ouviste e não tiveste coragem para decifrar as minhas palavras ou para gritar um pára, pensados tu que fosse como das outras vezes e que eu voltasse a correr de novo atrás de ti, e a dar o braço a torcer. Foram inúmeras as vezes que o fiz e não vou voltar a fazê-lo mais, devias-me ter ouvido quando eu quis falar e esclarecer as coisas, agora será tarde demais, porque agora quem não quer ouvir mais nada sobre nós, serei eu, porque já devias saber que coragem foi o que nunca me faltou e apesar de estar a morrer de saudades tuas não voltarei sequer a pedir-te um beijo, apenas que tu me o dês sem que eu esteja à espera.

11 comentários:

carol disse...

gostei :) adoro a música que tens no blog! qual é o nome?

sarasantos disse...

Temos mesmo que acreditar, somos capazes (:
Gostei bastante deste poste, força!

' dianasilva disse...

Ainda bem que gostas-te, e obrigada por seguires vou fazer o mesmo (:

andreia; disse...

problema é que não há mais forças para lutar :x
mas obrigada :)

maria gabriella disse...

fazes bem querida :)

Margarida disse...

gosto muito (: sigo*

andreia; disse...

vou tentando (:

Margarida disse...

é que seria mesmo mais fácil. era tão simples...
de nada fofinha (:

-t* disse...

olaa ! Gostei, por isso segui :D

Segues o meu se faz favor? :$

http://whateverittakesimgonnadoit.blogspot.com/

Obrigada,

sarasantos disse...

ai não valia não ;s

Bárbara Silva disse...

- oh que lindo :)