domingo, 2 de outubro de 2011

ainda te adoro (apesar de tudo)

Agora que as coisas já passaram e eu já meti a minha cabeça no sitio, a verdade é que sinto falta de algo, sinto falta de ti, de nós, dos nossos dias e das nossas noites. Eu gostava da tua calma e paz, e gostava de me ver a mim sempre tão stressada e sempre com as palavras certas na ponta da língua sabendo que isso poderia magoar alguém. Somos o aposto um do outro, diferentes, mas no fundo iguais. Não posso esquecer todos os momentos que me proporcionaste e todas as palavras que me disseste quando eu estava mal, afinal foste tu que me deste o primeiro abraço quando me viste a cair de novo no abismo; no fundo também éramos amigos, e falávamos sobre tudo e todos os assuntos possíveis. Não posso esquecer também todas as vezes que mal entrava no carro e tu me perguntavas como tinha corrido o meu dia, se tinha havido algo fascinante e fantástico para te contar, tínhamos sempre uma história fascinante para contar um ao outro, e era isso que nos tornava tão verdadeiros e puros por dentro. Por vezes parecíamos duas crianças à briga por causa de um brinquedo, tu porque nunca querias dar o braço a torcer e eu porque era tão teimosa e queria sempre tudo à minha maneira. Agora percebo todas as vezes que me disseste para não ser tão stressada, e para viver um dia de cada vez, mas só agora, passado tanto tempo, eu sei que devia ter percebido isso antes, mas eu sei que gostavas que eu fosse assim, porque afinal acabavas sempre por te rir. Nunca gostei de despedidas, mas eu gostava de todas as vezes que tu me davas um beijo e me dizias até amanhã. Era estranho, nós éramos estranhos, principalmente tu, que o acabaste por admitir mas eu... Eu não quero voltar aos dias escuros e frios sem ti, eu não quero voltar a pensar em ti todos os dias dos meses e todas as vezes que alguém me perguntar por ti, eu não quero, não posso...mas eu confesso que a tua falta me faz tão mal e causa-me tanta dor aqui no peito, do lado esquerdo. 

2 comentários:

D&L disse...

Tudo passa querida e sim se ele te merecer de verdade, vai lutar para te ter de volta.
Lili

Margarida disse...

ADORO :O