quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Em cima da mesa estava um cinzeiro, um cigarro, um isqueiro e um livro que falava sobre amor e paixão. Sentei-me, peguei no cigarro e a seguir no isqueiro e acendi-o, observei o livro com olhos de quem tinha muita vontade pegar nele e lê-lo um bocado, mas por outro lado nunca gostei muito de livros assim, que falassem de amor e paixões, mas aquele parecia diferente; decidi pegar no livro e folhear as várias páginas que ele tinha, estava lá tudo, a saudade, o choro, o sofrimento, a dor, a felicidade, a alegria e o sorriso. Ao lê-lo esbocei um sorriso porque li uma frase que dizia assim "quando estás apaixonada, só estás bem a falar dessa pessoa, a pensar nela, e por vezes até só o sentir saudades dessa pessoa e fechares os olhos ao pensar nela, até isso te faz bem", ao ler aquelas coisas, esbocei um sorriso, parecia uma tola ali a ler aquele livro que ao fim ao cabo dizia tantas outras coisas verdadeiras. Fiquei confusão, porque eu acho sempre que nunca estou apaixonada, e ao ler aquilo senti qualquer coisa cá dentro que me disse que afinal havia ali alguns sentimentos ainda por assentar. Mas se isto é paixão não quero que se torne amor, não quero que isto seja apenas mais uma história de livros românticos e que depois de a lerem, arrumam o livro num canto e nunca mais pegam nele, eu não quero a nossa história assim, eu quero que ao lerem a nossa história, e ao chegarem ao fim dela, tenham saudades do principio e que comecem a lê-la de novo!

4 comentários:

Suu disse...

adoro adoro adoro ! *.*

Jace disse...

adorei (:

abc disse...

ADOREIIIIIIIIIIIIIIII!

Jace disse...

espero bem que melhor , quero tanto que esta fase passe , obrigada, obrigada mesmo querida (: