sexta-feira, 13 de maio de 2011

open eyes

Quando te foste embora esqueceste-te de levar metade das coisas contigo, e esqueceste-te essencialmente que eu iria estar aqui à tua maior queda, mas desta vez não para te passar a mão pela cabeça e dizer "está tudo bem", por mais que me custe não o vou fazer, tu tens de aprender por ti, o que é sentires na pele o que eu senti, durante este tempo todo que estive sem ti.

2 comentários:

Hapi disse...

Não é mesmo. Faz-me pensar na insegurança desta plataforma...

Gosto deste post, sei exactamente o que dizes. Para mim, era como se ele, sentindo a mesma "dor", apagasse a minha...

Mafalda disse...

O post está intenso, está forte, sabes? Mas discorod, discordo que vendo o outro sentir a nossa falta - como um dia sentimos a dele passe - discordo.