quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Tento ficar quieta no meu canto, enquanto o meu coração acelera cada vez mais, enquanto a minha cabeça imagina mil e uma coisas das quais passamos juntos. A saudade chega a matar, aqueles que as mentes não conseguem apagar as memórias destruídas deixadas por aqueles que foram muito. Um grande amor não se apaga assim diziam-me, mas eu já nem sei se isto chega a ser amor.

Sem comentários: