domingo, 29 de abril de 2012

silence speaks volumes

Não me apetece falar, consigo sentir um vazio igual à morte dentro de mim. Magoaste-me, e eu nesse instante senti o meu coração a fechar-se completamente, deixei de sentir, fui fria e continuo a sê-lo, sinto a sangra-lo desde que tu me disseste aquelas palavras, sinto-me a afundar, cada vez estou mais no fundo, não sei como renascer de novo. Sinto a dor, sinto a perder-me, sinto o orgulho a correr-me nas veias, e o suor da luta, que agora já nem sei se faz mais sentido. Não me salvaste, ou talvez me estejas a salvar mesmo sem eu saber. Fiquei sem chão, e parece que a terra me consome para dentro dela a cada instante. Só me apetece dormir e não mais acordar, não me apetece ouvir ninguém, não me apetece ouvir perguntas, nem conselhos, voltei a envolver-me numa bolha que me consome a cada instante. As minhas pernas tremem, e sinto o meu coração despedaçado a cada passo que dou, não sei se consigo mais andar para a frente. Perdi a vontade de tudo, até de viver, as marcas não se apagam assim, foi um acumular de coisas, estou de rastos, não me apetece escrever, acho que vou deixar tudo para trás. Perdi a vontade de tudo, acho que até de ti. Mas continuo a gostar de ti, embora magoada e fria, não estou bem, mas estou de pé, viva. O silêncio fala alto e o meu coração neste momento não te ouve.

7 comentários:

sam disse...

sim, ficamos

caroline pipi disse...

identifico-me tanto!

Emilie Lorena disse...

Quando a dor aparece o melhor é darmos tempo para que atenue e só depois pomos tudo para trás das costas. Não abandones a vida que gostas de viver mesmo que o coração aperte. Pensa que podes perder tudo o que conquistaste. Tudo o que amas.

Ana Margarida disse...

Anjinho, não gosto de te ver assim. Vai ficar tudo bem, acredita.

Anniee. disse...

tenho de ver :)

Cátia disse...

oh:(
tudo irá correr bem!

Katty disse...

São estas provações da vida que nos transformam e nos tornam mais fortes. No fim vais ficar bem e com mais uma lição aprendida.
Força!