sexta-feira, 6 de abril de 2012

the pain sometimes chokes

E mais uma vez a noite vem fria e amargurada, e eu falo mais uma vez com a lua e é como se ela me dissesse; não desistas, não agora. E eu mais uma vez tento erguer-me, tento arranjar forças por vezes onde não sequer as há, mas sei que no fundo sou forte para carregar todos estes pesos pesados nos ombros. Falo com a lua, é como se ela me ouvisse e me desse as resposta para todas as perguntas que ocorrem na minha cabeça, tenho saudades dele, digo-lhe eu, é verdade, tenho saudades.

2 comentários:

inês disse...

Oh, a lua! És forte, claro que sim. Será que perdes se lhe disseres directamente que tens saudades?

inês disse...

Talvez faças bem, mas não te esqueças de lhe dizer um dia.