sexta-feira, 20 de abril de 2012

o fado

Sei que há várias pessoas que não gostam de fado, não as julgo, também não gostava até começar a ouvir e a deixar entrar nos meus ouvidos com toda a sua verdadeira essência. Confesso que o canto, todas as vezes que me sinto triste, liberto-me assim, ao cantá-lo, e ao senti-lo, é das coisas que mais gosto de cantar, embora muitos nem sequer sonhem que eu faço. Mas canto-o porque gosto, porque o sinto, porque o fado é para ser vivido em cada palavra, porque não é apenas para se ouvir, mas sim para se sentir, e eu adoro.

4 comentários:

S. disse...

gosto imenso. do texto e de fado.
beijinho.

Abbie disse...

temos que fazer isto ou aquilo por nós, não pelo os outros :))

Ana Margarida disse...

Eu oiço imenso fado quando almoço com a minha avó (o que é praticamente todos os dias) e tenho que admitir que há algumas letras lindíssimas.

Ana Margarida disse...

É que é mesmo!