terça-feira, 17 de janeiro de 2012

yes it hurts, it hurts a lot

E agora tudo parece calmo, mas tudo tão distante e frio, mas há momentos na vida em que tem de ser assim, frios por dentro, mas quentes por fora. Por mais diversas perguntas que me ocorram na minha cabeça sem resposta, vou mantêm-las assim, a pairar sobre as minhas supostas respostas, por vezes certas por vezes erradas. Tudo se torna complicado quando se decidi fechar uma porta, mas decerto que se abre uma janela. Não vou quebrar mais o silêncio que se opõe entre nós, não vou quebrar as palavras mal ditas, nem os corações despedaçados ao longo do tempo, não vou querer beijos, nem abraços como recompensa, nem sequer vou pedir que voltes, só quero que penses, sintas, se eu te faço falta ou não, aí sim poderás procurar-me no lugar mais escuro do meu canto, enquanto isso não acontecer, eu vou estar quieta, calada, surda e muda.  

6 comentários:

Mariana disse...

um conselho? não te deixes enredar no meio de um clima demasiado negro e demasiado pesado. não faz bem a ninguém*

Mariana disse...

tens de manter a calma, não penses demasiado no assunto. por vezes é bom deixar a poeira assentar, para descansarmos e limparmos a cabeça, tornando o raciocinio mais claro...

S. disse...

gostei*

catarina sousa disse...

gosto muito , vou seguir :)

elise disse...

adorei

Sofia ☮ disse...

achas que não doce?