quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

let's see what happens

E some-se a distância a partir do momento que tu queres quebrar o silêncio que se põe entre nós todas as vezes que tentamos falar. Levas tudo contigo, e se eu permaneço em silêncio por muito tempo o teu corpo é esporas que tentas aguentar a qualquer preço apenas para não dizeres nada, o facto é que tens sempre de dizer alguma coisa, e deixas-me a mim assim, sem perceber o que queres com isto, sem perceber porque me procuras se depois te voltas a esconder. Não é por ter dito algumas palavras que muda o silêncio que se acostumava dentro de mim, eu continuo ainda assim, em silêncio.

10 comentários:

Katty disse...

Decidir-se dava jeito. Ficar aí no meio termo é massacre =/

pête disse...

Pois eu entendo-te, é sempre difícil, mas também é sempre ultrapassável e é bom lembrarmos-nos disso. Porque eu sei que achamos sempre que nada vai mudar.
Homens, sempre os mesmos*

pête disse...

Ah e já agora gostei muito deste texto. Ás vezes é mesmo preciso ficar em silencio*

- MartaRibeiro * disse...

que querida ,
força .

- MartaRibeiro * disse...

que querida ,
força .

sam disse...

que lindo, adorei.

Mariana disse...

meio termo é lixado, porra!

Mariana disse...

isso por teres aceite, ou por estares decidida a acabar com isso?

Mariana disse...

ai eu sei, dou por mim a ficar na dúvida dos meus proprios sentimentos várias vezes ...

Mariana disse...

pois, tens de esperar para ver se ele vem ou vai. é complicado mas por vezes tem de ser...
eu estive numa fase assim no verão. pior: cheguei a dizer ao meu namorado (após mais de ano e meio juntos) que não sabia se o amava ou apenas o achava o meu melhor amigo muito intimo --. esquece, quando a rotina ataca nem sabemos o que dizemos e fazemos ...