domingo, 6 de novembro de 2011

meu bem

És como o sabor do vento que faz bem, fazes-me bem, sem às vezes dares por isso, não quero que mudes nada daquilo que és, muito menos daquilo que foste e és para mim. És o mal que me faz bem, e eu gosto, gosto muito disso.

4 comentários:

- Susana . disse...

que lindo :D

words. disse...

acho que estou a aprender a viver da pior maneira, mas estou a entender onde chegar, e chegarei :)

words. disse...

obrigado.
e para ti desejo-te as maiores felicidades. x)

words. disse...

tal como tu falas daquela menina, em 3ª pessoa, eu tenho que ser bem educada. e reparo, que tu me entendes e fico feliz por isso, mesmo! x)