quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

não por amar, mas por gostar

Hoje não estou aqui para falar sobre nós, felizmente ou infelizmente, sei que existirá algo mais importante do que isso, hoje estou aqui para reviver o ano de 2010, porque falta praticamente um dia, ou melhor horas para entrar-mos em 2011, é como é óbvio eu não irei dizer-te sequer um "bom ano", não por teimosa, mas sim por ser orgulhosa e por gostar muito de mim própria, desculpa se as minhas palavras algumas vez te pudessem magoar, mesmo que indirectamente, desculpa por não ter sido a mulher que te ensinou a gostar, e desculpa mais uma vez por ser complicada, orgulhosa e acima de tudo por ter um feitio muito complicado! Mas falando de 2010, poderia dizer que foi um grande ano, a verdade é que não poderei dizer que foi só um grande ano, mas que foi um ano onde aprendi muito coisa, como lições de vida, que são sempre as melhores, passei por várias coisas dificies que me fizeram crescer e aprender mais como lidar com elas, e acima de tudo aprendi a lidar melhor com a vida, houve pessoas novas que entraram na minha vida, assim como algumas saíram, mas o que é certo é que aquelas que entraram passaram a ser as melhores, e espero que continuem a ser por muito mais tempo, e aquelas que saíram deixaram um pouco delas e levaram um pouco de mim, a verdade é que também percebi com quem podia mais contar e falar mais sobre os meus problemas e coisas, a verdade é que sempre soube quem eram os meus verdadeiros amigos, apesar de alguns me terem desiludido imenso, outros renasceram ainda mais na minha vida e passaram a estar comigo sempre, mesmo aqueles distantes, têm sempre uma palavra amiga para dizer. O que poderei dizer também deste grande ano que foi 2010, é que simplesmente passaram-se grandes mudanças na minha vida, e eu cresci, e sinto-me orgulhosa de mim própria e daqueles que me ajudaram a crescer e a ver o que era melhor para mim, não poderia pedir mais do que isto, nunca fui pessoas de quases, para mim ou é ou não é, e apesar de ter errado bastantes vezes na vida nunca estive sozinha, tive sempre alguém que me fez levantar a cabeça e seguir em frente, e foi isso que me comoveu mais por dentro, mesmo sem o transmitir por fora, mas não consigo transmitir o que sinto em momentos! Este ano chorei, sorri, caí, levantei-me, voltei a cair, mas levantei-me ainda com mais vontade de viver, e é isso que ao fim ao cabo nós faz de mais fortes, e a mim isso fez-me tão forte ao ponto de não me fazerem chorar, porque os que merecem as minhas lágrimas, nunca me irão fazer chorar, e disso tenho a pura da certeza. Este ano também dei gargalhadas até não poder mais, quase que me rebolei no chão de tanto rir, como houve momentos que me comoveram, mas existem sempre momentos dos quais nos lembramos mais, e todas as palavras que me deram de apoio e conselhos, estão guardados, bem do lado esquerdo do meu peito, que é o coração. Como não me poderia esquecer de ti, fica descansado que não foste nenhuma desilusão na minha vida, foste uma lição de vida, mais uma, e digo isto porque a vida fez-me perceber que tudo o que acontece é por alguma razão, e não existe sequer desilusões, apenas ilusões; não vou dizer que não deixaste cá a tua marca quando passaste por mim, porque estaria a mentir, assumo agora que talvez foste das melhores lições que tive na vida, e também sei que eu para ti fui uma lição, embora nunca me o tenhas dito, eu sei ler os teus pensamentos, coisa que não consigo com qualquer pessoa, a ti principalmente desejo-te um 2011 melhor, e que para o ano essa cabeça esteja mais leve, e que faças com que os outros te dêem valor, mas primeiro tens de aprender a dar-lhes valor a eles! Mas para todos aqueles que tornaram o meu ano de 2010 especial, e que passaram, nem que fosse apenas de passagem, o melhor ano para vocês, e o que desejo para mim é o que desejo para vocês, embora os desejos não sejam particularmente iguais, mas como podem ver afinal não sou assim tão má pessoa como vocês pensam! Um grande xi-coração amiguinhos e amiguinhas!



(compreendo que não leiam, afina isto mais parece um testamento, mas afinal o ano tá quase encerrado, e eu não poderia deixar de escrever isto, a todos os que acompanham o meu blog e deixam comentários, um grande ano para vocês fofinhos!)

2 comentários:

Mafalda disse...

Eu já tenho uma opinião. Eu acho que são as pessoas que magoam o amor. É tudo pessoas. São as pessoas que magoam as pessoas quando dizem que não amam ou quando amam. São as pessoas que magoam quando amam "demenos" ou amam demais.


Gostei muito da tua retrospectiva. Nunca faço uma, mas se calhar devia-me fazer bem.

Um exclenete 2011 com muitos sorrisos e desejos concretizados. Sê feliz:)*

Vanessa Silva disse...

adorei o teu blog (: